Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

19 de outubro de 2023
Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

The 7th Guest VR é o mais novo lançamento para plataformas de realidade virtual, pegando carona na atmosfera sombria que circunda o dia das bruxas. Entretanto, esse lançamento, mesmo que muita gente não saiba, é uma espécie de remake para a realidade virtual de um clássico dos PCs dos anos 1990 de mesmo nome.

Desenvolvido pela Vertigo Games, a mesma responsável por excelentes games em realidade virtual como After the Fall, Another Fisherman’s Tale e Arizona Sunshine, o jogo de suspense e mistério coloca o jogador na pele de um investigador responsável por resolver o mistério que circunda uma mansão onde coisas terríveis aconteceram. Mas para saber se este é um remake a altura do clássico dos anos 90, confira esta análise completa.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

O mistério do sétimo convidado

A história do jogo acompanha exatamente a mesma premissa do clássico de 1993, com seis convidados sendo recebidos em uma isolada e tenebrosa mansão, mas com uma finalidade duvidosa. Entretanto, um sétimo convidado inesperado pode mudar completamente os planos anteriormente arquitetados pelo fabricante de brinquedos rico e isolado Henry Stauf, o qual chamou os seis convidados originais para a mansão.

O jogador entra na pele de um investigador que é auxiliado supostamente por um espírito de uma criança que pede sua ajuda para resolver os mistérios que assolam aquela mansão. Com essa premissa, o jogador precisa explorar toda a mansão de Stauf e resolver diversos puzzles para enfim entender o que de fato está acontecendo ali.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

Cláro que nem tudo são flores, afinal, estamos falando de um game de suspense e mistério envolto em uma atmosfera de terror. Mesmo que ela não tenha tanto apelo ao susto pelo susto, o jogo consegue trazer uma atmosfera de suspense muito satisfatória que deixa o jogador sempre com uma “orelha em pé” procurando o momento que algo vai surpreende-lo de algum modo.

A exploração da mansão é feita aos poucos, com segredos sendo descobertos através da resolução de inúmeros puzzles como uma espécie de escape room, algo que The 7th Guest VR também trouxe de seu jogo original de 1993. Por fim, a história tem boas reviravoltas e um clima muito instigante, mas o que mais chama atenção nessa versão atualizada do jogo clássico são as filmagens com atores reais.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

Cenas com atores reais

O game clássico The 7th Guest dos anos 90 surpreendeu bastante em sua época por conta da presença de cenas pixeladas gravadas com atores reais. Essas cenas (que lembram um pouco a tecnologia utilizada nos primeiros Mortal Kombat) traziam uma fluidez e um realismo para o game que seria impossível por outros meios no início dos anos 90. E mesmo que The 7th Guest VR não alcance o mesmo patamar de inovação, a qualidade do seu material não deixa nada a desejar.

Isso porque em The 7th Guest VR temos cenas com atores reais gravadas com câmeras de 360º que permitem ao jogador assistir as cinemáticas em qualquer ângulo que prefira, só não podendo chegar muito perto dos atores. Essa atualização na temática tecnológica utilizada no jogo original veio bem a calhar para um game em realidade virtual, dando um realismo louvável para as cenas de diálogo e uma qualidade ímpar de imagem.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

Isso por si só já demonstra o empenho que a Vertigo Games teve em trazer o clássico de 1993 para uma nova plataforma. Não estamos falando de um remake preguiçoso no qual as cenas são simplesmente repetidas em telas planas dentro da realidade virtual tirando completamente a imersão do jogador. Muito pelo contrário, as cenas de diálogo de The 7th Guest VR foram completamente regravadas com novos atores, trazendo um realismo excelente e até inovador, eu diria, para o gameplay de escape rooms em realidade virtual.

Tudo isso, inclusive, sem perder o tom exagerado e caricato dos personagens presentes no jogo original. Afinal, mesmo que The 7th Guest se trate de uma história de mistério e suspense que lembra muito os contos de Agatha Christie, seus personagens e personalidades são exagerados o suficiente para serem quase forçados. Isso pode causar estranhamento para alguns, mas resgata bastante a alma do jogo original em The 7th Guest VR.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

Puzzles instintivos inéditos

Além das cenas com atores reais, outro ponto alto de The 7th Guest VR são seus puzzles. Estes foram igualmente reformulados se comparados ao jogo clássico. Com novas mecânicas usando e abusando da imersão que só a realidade virtual consegue prover, os puzzles conseguem também ser muito criativos e instintivos, até se comparados a outros jogos de resolução de enigmas que temos atualmente na realidade virtual.

Claro que o “feijão com arroz” dos enigmas em VR estão presentes também, como apertar botões na ordem certa, resolver quebra-cabeças envolvendo labirintos e encontrar objetos escondidos. Mas mesmo estes são feitos com certa personalidade que faz a experiência de jogo de The 7th Guest VR ser muito prazerosa e instigante, características cruciais ao meu ver para que um game de mistério se mantenha jogável até o seu fim.

Arkade VR: The 7th Guest VR é repleto de puzzles e mistérios inteligentes

Algumas mecânicas paralelas aos puzzles ainda servem muito bem como o uso do mapa da mansão para se localizar entre os ambientes, a lanterna fantasmagórica encontrada no início do jogo que permite ao jogador enxergar como era a mansão enquanto os acontecimentos investigados se desenrolavam e também as dicas deixadas pelo sétimo convidado, que de fato servem como uma espécie de tutorial projetivo para que o jogador se localize melhor em seus objetivos em cada ambiente.

Um ótimo retorno ao clássico

The 7th Guest VR serve muito bem ao objetivo de ressuscitar um jogo clássico até então esquecido nos já longínquos anos 90. Mesmo que consiga atrair bastante os jogadores mais velhos que tiveram a experiência original lá atrás, a atualização em realidade virtual também tem a capacidade de atrair jogadores mais novos que jamais puseram as mãos no point and click do passado.

Traduzido de forma primorosa e muito respeitosa para a realidade virtual, com novidades louváveis e sem perder a aura do jogo original, The 7th Guest VR é um ótimo exemplo de como jogos antigos podem ser levados à novas plataformas de modo a rever completamente sua jogabilidade sem perder sua essência, ao mesmo tempo que também não ficam só no “mais do mesmo” preguiçoso que algumas desenvolvedoras insistem em fazer na realidade virtual.

The 7th Guest VR foi lançado no dia 18 de outubro de 2023 e está disponível para PC via Steam VR, PlayStation VR2 e Meta Quest 2, versão utilizada para a confecção desta análise.

Comente nas redes sociais